quinta-feira, 21 de junho de 2018

CRENTE PECADOR

   
(Salmo 1:5)
“Por isso os ímpios não subsistirão no juízo, nem os pecadores na congregação dos justos”


O conceito do Espírito Santo na Palavra, quanto ao pecado, nos ensina que: Pecar é desobedecer aos mandamentos de Deus.

Qualquer pecado é para o crente pecador AUTOSSATISFAÇÃO.

O que é AUTOSSATISFAÇÃO? De acordo com o dicionário Priberam:

     Autossatisfação é buscar viver feliz consigo mesmo. No entanto, diz a Bíblia o seguinte: “Seja feliz com Deus, e Ele irá satisfazer o desejo do seu coração” (Salmo 37:4)
2.   
     Autossatisfação é buscar a recuperação de um bem ou direito que lhe foi retirado. No entanto, diz a Palavra de Deus que: Ora, se já morremos com Cristo, cremos que também com ele viveremos” (Rm 6:8); e Assim que, se alguém está em Cristo, nova criatura é; as coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo” (2 Co 5:17).

Ora, se a felicidade de uma pessoa está em Deus, como pode tal pessoa procurar a felicidade em si mesma?

Portanto, independente de classe social, ou de cargos que exerça na igreja, todo aquele que pecar está se rebelando contra os mandamentos de Deus. Por esse motivo, diz a Bíblia, quanto a ceia, que se alguém comer do pão e beber do cálice indignamente, come e bebe para sua própria condenação, não discernindo o corpo do Senhor (1 Co 11:29).

“Eis porque há tantos atormentados e tantos que já morreram:Por causa disto há entre vós muitos fracos e doentes, e muitos que dormem” (1Co 11:30). É comum nesta geração viver de acordo com os sentimentos. Seguem a direção que dizem ser do coração, e não estão preocupados com o que poderá acontecer amanhã.

O diabo oferece ao crente um prazer passageiro, uma satisfação que dura apenas um instante, assim como tentou enganar a Jesus, porém sem resultado, tentará também os crentes. A maioria dos crentes ainda não percebeu que, em troca, o diabo exigirá deles a herança que Cristo conquistou para nós no Calvário. Não foi exatamente o que ocorreu com Esaú? Em troca, Jacó exigiu o direito da herança da primogenitura.

NÃO TROQUE SUA COROA DA VIDA POR UM PRAZER MOMENTÂNEO: “E ninguém seja devasso, ou profano, como Esaú, que por uma refeição vendeu o seu direito de primogenitura” (Hebreus 12:16).

EXEMPLO DE CRENTES PECADORES:

A) - PECADOR GROSSEIRO:
1
          Possui sentimento de vingança, mesmo dizendo ter perdoado o ofensor.
2   Participa de conversas que destroem a paz e a felicidade do próximo, fofocas.
Exerce atividades impuras, mesmo sabendo que Deus é ONIPRESENTE. Seu lema é que Deus irá perdoar se pedir perdão.

A questão acima é que a atitude desse crente pecador é REBELAR CONTRA OS MANDAMENTOS.

B) - PECADOR FINO:
1
   Esse tipo de crente pecador alega não gostar de conviver com pessoas escandalosas. Porém, às escondidas gosta de conviver com sites pornográficos.
2
    Esse tipo de crente pecador gosta de ir à igreja, gosta dos cultos, gosta dos louvores. Porém, não está pronto a pagar um preço. (NÃO SE HUMILHA). Como os demais, ele também quer satisfazer-se.

O crente que tem o perfil acima é hipócrita, puro farisaismo.

FINALIZANDO:

Todos nós temos que entender que não somos mais de nós mesmos, mas sim, daquele que morreu por nós.

E o motivo de sermos livres, não quer dizer que podemos escolher o caminho do pecado.
Você pode até me dizer que todos têm o livre arbítrio e que isso lhes permite fazerem o que bem entenderem. 

Tudo bem! Mas eu quero te dizer também que, todo aquele que se entregou a Cristo é servo de Cristo, e chamado para fazer não mais a sua vontade, e sim, a vontade do SENHOR JESUS. Entende isso?

Se eu não posso mais fazer a minha vontade e sim a vontade de Cristo, então eu não tenho mais o livre arbítrio controlado por mim mesmo. Quanto à minha vontade, tudo farei se ELE permitir.

2 Corítios 5:15
“E ele morreu por todos, para que os que vivem não vivam mais para si mesmos, mas para aquele que por eles morreu e ressuscitou”.

segunda-feira, 7 de maio de 2018


MALDIÇÃO HEREDITÁRIA EXISTE?
A BÍBLIA RESPONDE

Ventos de falsas doutrinas tem avançado gerações, e de tempos em tempos surge uma nova “moda”, tanto nos usos e costumes quanto nas questões espirituais. Atualmente entre as promoções mais propagadas, deste presente século, é a de “quebra de maldições” que se resume em uma espécie de muleta, a qual, os “cristãos” utilizam para se justificarem quando alguma tribulação ou provação se faz presente em suas vidas.
Exemplo:
·                   Quando o casamento não vai bem, é maldição hereditária e precisa ser quebrada;
·                   A saúde não vai bem, é maldição hereditária e precisa ser quebra;
·                   A situação financeira não vai bem, é maldição hereditária e precisa ser quebrada.
Enfim, para eles tudo é maldição que precisa ser quebrada!

Hoje muitos acreditam que um cristão pode estar debaixo de uma maldição hereditária e assim precisa passar pelo processo da libertação, pois a maldição o persegue desde o nascimento, porque foi herdada de seus pais.

Todavia a Bíblia não apoia essa ideia: VEJAMOS NO V.T. = ”A alma que pecar essa morrerá, o filho não levará a maldade do pai, nem o pai a maldade do filho”. ( Ez 18:20)

OS ERROS E ACERTOS DE CADA UM É DE RESPONSABILIDADE PESSOAL

A Bíblia nos ensina claramente que o pecado é individual. Entretanto, em Israel alguns associavam o fracasso pessoal aos pecados dos antepassados.

A Bíblia reprova tal costume: “Os pais comeram uvas verdes, e os dentes dos filhos se embotaram? Tão certo como eu vivo, diz o Senhor Deus: jamais dirão este provérbio em Israel”. (Ez 18:1-3)

OBS: Deus repreende o povo acerca desse provérbio descabido que era proferido em Israel!

Acaso Deus seria injusto punindo os filhos em lugar dos pais? A Bíblia é clara: “De que se queixa, pois o homem vivente? Queixe-se cada um dos seus pecados.” (Lm 3: 39). Haveria como os filhos se queixarem dos pecados de seus pais?

Na cabeça dos pregadores da maldição hereditária, afirma-se que os filhos sofrem as consequências dos erros dos pais.
Em nenhum lugar na Bíblia encontraremos essa afirmação. Porém, os filhos poderão aprender certos erros e costumes com seus pais, mas não quer dizer que isso é maldição hereditária.

Exemplo:
1.        O pai é alcoólatra = não quer dizer que os filhos também serão.
2.        O pai é ladrão = não quer dizer que os filhos também serão.
3.        O pai é usuário de drogas = não quer dizer que os filhos também serão.
4.        A mãe é prostituta = não quer dizer que as filhas também serão.
5.        Os pais são desonestos = não quer dizer que os filhos também serão.
                                                                                                                                                
OBS: Se os filhos seguirem os exemplos dos pais será uma opção e não uma consequência espiritual devida ao erro dos pais. Isso quer dizer que essas atitudes são chamadas na psicanálise de ATOS APRENDIDOS.

Existem situações em que os pais são levados a viverem em sarjetas, debaixo de lonas velhas e/ou papelões.
Olhando para esse quadro, podemos ver crianças crescendo nessa situação. Os pais sofrem e os filhos sofrem. De quem é a culpa?
                                                                            
A vida não impõe a ninguém situações tão depressíveis assim.

Eu sempre ensino na igreja que pastoreio que a vida é como um campo de semeadura, no qual o homem colherá sempre o que semeia, seja em tempos bons ou tempos ruins. Se um cidadão resolve não estudar e nunca se importar com o seu futuro, viverá de forma dissimulada, descabida e parasitária. Não pense esse cidadão que haverá na sociedade um lugar de honra preparado para ele. Ainda mais quando se trata de uma sociedade que segue um quadro progressivo e sempre em inovações, tanto na ciência, na tecnologia ou mesmo nos meios mais simples empregados nas funções profissionais.

Já assisti inúmeras reportagens sobre jovens que cresceram nessas situações e venceram na vida. E não precisaram procurar uma campanha de quebra de maldições.

Então, não cabe aqui essa teoria de que a maldição hereditária estava sobre esses jovens. A situação de sofrimento que eles viveram foi consequência das atitudes impensadas dos pais que escolheram o caminho mais fácil, o da preguiça.

A Bíblia é clara:De que se queixa o homem vivente? Queixe-se cada um dos seus pecados.” (Lm 3: 39).
No sofrimento, haveria como os filhos se queixarem dos pecados de seus pais?

VEJAMOS EM QUÊ OS PREGADORES DE QUEBRA DE MALDIÇÃO SE APOIAM

Esses tipos de pregadores usam certos argumentos para atraírem um publico que desconheça a Palavra de Deus, com a intenção de ganharem dinheiro.

Eles deturpam o versículo para enquadrarem nos seus sermões capciosos, dizendo que Deus visitará a iniquidade dos pais nos filhos, na terceira e na quarta geração daqueles que o aborrecem.

Contudo não é exatamente isso que diz a bíblia, quanto ao plano que eles criam. Esse versículo se encontra no livro de Êxodo 20: 5.

Porém, é preciso usar o contexto para que possamos entender o que diz o texto. Se não fizer assim, o plano será um pretexto para heresia, ensino falso.

VEJAMOS ENTÃO: Esse versículo está no relato de obrigações, quanto aos 10 mandamentos.

Do versículo 4 ao 5 Deus usa um termo psicanalítico que conduz a atos aprendidos. Como assim? É simples. Os filhos aprendem com os pais, principalmente se esses costumes forem religiosos.

Analisemos então os versículos:

Êxodo 20:4 = Não farás para ti imagem de escultura, nem figura alguma do que há em cima no céu, nem em baixo na terra, nem nas águas debaixo da terra.
Êxodo 20:5 = Não as adorarás, nem lhes darás culto, porque eu, Jeová teu Deus, sou Deus zeloso, que visito a iniquidade dos pais nos filhos, na terceira e na quarta geração daqueles que me aborrecem,

Observem que o Senhor Deus está se referindo a fazer imagens de esculturas e adorá-las. Então, ao visitar os filhos, Ele encontrará a mesma iniquidade dos pais nos filhos.

O texto fala de idolatria e não oferece qualquer base para alguém afirmar que herdamos maldições espirituais de nossos antepassados em quaisquer áreas das dificuldades humanas. Esse costume é um ATO APRENDIDO.

Contudo, esse pensamento ainda era muito presente no tempo de Cristo e dos apóstolos, pois, quando o cego de nascença foi curado por Cristo, os discípulos perguntaram a Jesus se o pecado dele era de origem hereditária.

Jesus contradisse aquele pensamento, tornando errado o ensino do pecado hereditário. Portanto, vejamos então como isso aconteceu: “Enquanto Jesus caminhava, viu um homem que era cego de nascença. Mestre, perguntaram-lhe os discípulos, porque foi que este homem nasceu cego? Por causa dos seus pecados ou por causa dos pecados de seus pais? Nem uma coisa nem outra”, disse Jesus, mas para nele se mostrar o poder de Deus.” (Jo 9:1-3)

Nesta nossa geração, onde muitos buscam o seu sustento de maneira fácil, esse argumento de que existe maldição hereditária é o mesmo que possuir a galinha dos ovos de ouro.

COMO FUNCIONA A QUEBRA DE MALDIÇÃO HEREDITÁRIA

Pregadores afirmam categoricamente, que todos os cristãos deverão pedir perdão à Deus pelos pecados dos seus antepassados, já que somente assim as maldições hereditárias serão quebradas. O que é uma distorção, pois, à luz do texto bíblico, diz que a responsabilidade de cada um é individual, ou seja, cada um dará conta do seu próprio pecado! “De maneira que cada um de nós dará conta de si mesmo a Deus.” (Rm 14:12)

A EXISTÊNCIA DA MALDIÇÃO HEREDITÁRIA É HERESIA, UM FALSO ENSINO.

O texto de Êxodo 20:4-6 tem sido mal interpretado por muitos.

Uma análise simples do texto em pauta deixa claro que, a visita que Deus fará em tal família, alcançará até a quarta geração DOS QUE ABORRECEM ao Senhor, sendo que, naquele contexto, aborrecer ao Senhor é a PRÁTICA DA IDOLATRIA.  

ESSES PREGADORES NÃO CONHECEM A MISERICÓRDIA DO SENHOR.

O argumento que eles utilizam neutraliza a MISERICÓRDIA DO SENHOR que está no versículo 6:
·         ...e uso misericórdia até mil gerações daqueles que me amam e guardam os meus mandamentos. (Êxodo 20:6)

Portanto, dentro desse contexto, a benção alcança até mil gerações dos que fazem a vontade de Deus, ou seja, se alguns ensinam que a maldição hereditária existe, por que não ensinam sobre a benção hereditária?

Êxodo 20:5,6 não está falando em transferência congênita, mas sim da durabilidade do juízo divino, ou seja, sempre que houver necessidade de juízo, haverá juízo.

Assim também, a misericórdia de Deus sempre se manifestará na vida dos fiéis. E a misericórdia do Senhor DURA PARA SEMPRE. (Sl 106:1).

NO NOVO TESTAMENTO, DEUS ACABA COM ESSE TIPO DE ERRO DOUTRINÁRIO.

Colossenses 2:13,14 = A vós, estando mortos pelos vossos delitos e pela incircuncisão da vossa carne, VOS DEU VIDA juntamente com Ele, tendo-nos perdoado todos os nossos delitos; tendo CANCELADO O ESCRITO DE DÍVIDA que era contra nós e que constava de ordenanças, o qual nos era contrário, removeu-o inteiramente, CRAVANDO-O na cruz;

Portanto, se Deus levou para cruz tudo que era contra nós e cravou lá, então POR QUE AFIRMAR QUE AINDA EXISTEM PESSOAS QUE ESTÃO DEBAIXO DE MALDIÇÃO HEREDITÁRIA?

Pensem nisso, e não se deixem ser levados por falsos ensinos e por homens cheios de ganancia e maus pretextos.

2 Pedro 2:1-3 = Mas houve também entre o povo falsos profetas, como entre vós haverá falsos mestres, os quais introduzirão encobertamente heresias destruidoras, negando até o Senhor que os resgatou, trazendo sobre si mesmos repentina destruição. E muitos seguirão as suas dissoluções, e por causa deles será blasfemado o caminho da verdade; também, movidos pela ganância, e com palavras fingidas, eles farão de vós negócio; a condenação dos quais já de largo tempo não tarda e a sua destruição não dormita.

 E mais:

Efésios 4:7,8 = Mas a cada um de nós foi dada a graça conforme a medida do dom de Cristo. Por isso diz: Quando ele subiu ao alto, levou cativo o cativeiro, Deu dons aos homens.


ISSO SIM É LIBERTAÇÃO. GLÓRIA A DEUS!


(Pr Paulo Barreiros)
(Alguns dados foram coletados do site Gospel Prime, e adaptados neste texto)



segunda-feira, 5 de fevereiro de 2018

SE NÃO VOS ARREPENDERDES,
TODOS DE IGUAL MODO PERECEREIS.

(Lc 13:5)



Vivemos dias difíceis, devido serem de uma geração corrupta, perversa, inescrupulosa e sem amor para com o seu semelhante. Esperamos dias melhores? Podemos sonhar por uma vida tranquila e serena?

Quando Jesus estava chegando na cidade de Jerusalém e vendo o estado em que o povo se comportava em seus dias, vivendo uma fé baseada em dogmas e alicerçados em costumes e não em santidade, com lágrimas nos olhos e o coração compungido, Ele não hesitou em informar à Jerusalém de sua eminente destruição que estava por vir.

Certa vez fui convidado a assumir a paternidade espiritual de uma congregação que vinha sofrendo perdas, decepções e esterilidade espiritual, devido a falta de um posicionamento sério e inteiramente voltado para a realização da Vontade do Divino e Eterno Deus. Com o passar dos meses o obreiro dirigente caiu em pecado sexual e foi excluído do rol de membros. Baseado no fato ocorrido, o mesmo não poderia receber a autoridade para exercer o ministério diante da congregação enquanto não decorresse um período de 5 anos. Como se tratava de uma pessoa pertencente a um grupo de amigos e irmãs que ocupavam a liderança, tal grupo voltou-se contra a lei disciplinar e expulsaram-me do meio deles alegando que o tal infrator não merece ficar 5 anos fora do ministério. Por eles, fui taxado como um pastor de religiosidade e desumano.

Baseado em Lucas 13:5, precisamos dizer ao pecador que, se ele não se arrepender de sua iniquidade, será eternamente excluído da esperança de salvação e será achado no lugar onde o seu bicho não morre e o fogo nunca se apaga (Lc 9:46).

Creio que Cristo não está presente em uma igreja infiel, onde o pecador é protegido pelas amizades e não tratado pela lei da santificação.

Segundo Charles Haddon Spurgeon: “É necessário declarar toda a verdade, tanto o seu lado sombrio quanto o da alegria da misericórdia – e Cristo não está presente onde isso não está sendo feito”.

O amor de Cristo deve nos compelir a sermos totalmente honestos, santos, retos, íntegros e tementes a Deus.

Em Luc. 19:44-48, Jerusalém não conheceu o tempo da sua visitação. Jerusalém não reconheceu esse tempo. A palavra grega “kairos” traduzida como tempo, implica um período não necessariamente oportuno, porém de grande relevância, no qual o propósito de Deus precisa ser cumprido.

O Senhor Jesus visita o seu povo com a finalidade de examinar a condição geral do coração e do caráter dos seus filhos, tanto o que é bom como o que é ruim; conceder-lhes misericórdia, e, finalmente, convoca-los e prepara-los para se tornar um exercito. O Altíssimo visita o seu povo para ver se ele está disposto e capacitado a lutar para ser liberto da opressão da lei do pecado.

Uma igreja avivada, geralmente, resulta dessa visitação, mas Ele, muitas vezes não é reconhecido, como no exemplo de Jerusalém.

Precisamos nos tornar IGREJA VIVA, aquela que SERVE AO DEUS VIVO.

Que o Senhor nos abençoe!

Paz a todos.

sábado, 30 de dezembro de 2017

 UMA SERPENTE NO PARAÍSO

“Deixai crescer ambos juntos até à ceifa; e, por ocasião da ceifa, direi aos ceifeiros: Colhei primeiro o joio, e atai-o em molhos para o queimar; mas, o trigo, ajuntai-o no meu celeiro” (Mt 13:30).

TEM MUITA GENTE COM A VIDA TOTALMENTE AMARRADA E NÃO SABEM POR QUÊ.

Muitas vezes deixamos o joio ser plantado:
ü  Em nossas vidas: Através de certas amizades;
üE em nossas igrejas: Através da misericórdia e compaixão. Suportamos com paciência o pecado no nosso meio e não agimos contra, por receio de perder o membro. Enquanto isso, o joio vai crescendo e disseminando o mal.

Isso acontece quando nos descuidamos das coisas de Deus:
Os primeiros sintomas se desenvolvem quando, moralmente nos enfraquecemos e negligenciamos a sã doutrina bíblica.
ü  Na verdade dormimos na cama do “Tudo pode”. A presente geração, por não se libertar das cadeias da imoralidade, usam a misericórdia divina como se fosse uma fórmula mágica: “Depois do pecado, é só pedir perdão”. Por essa razão, muitos não deixam o pecado.
Jesus, na parábola narrada em Mt 13.24-30, diz que um homem semeou boa semente no seu campo. Mas, enquanto os homens dormiam, veio o inimigo dele e semeou o joio no meio do trigo e retirou-se.
ü  O trigo é a semente de Deus;
ü  O joio é a semente do diabo;
ü  O campo é o coração do homem;
ü  O bem e o mal residindo no mesmo lugar. Que infelicidade!

Mas quais são as diferenças entre o joio e o trigo e como identifica-las? 

Aquele que cultiva a boa semente (trigo) CRÊ em Deus e ANDA em sua presença, AMA ao Senhor Jesus de todo coração, e está sempre olhando para o sacrifício de Jesus na cruz.

ü  O trigo reconhece que Jesus foi o seu substituto na morte de cruz, morrendo em seu lugar.
ü  O joio é totalmente contrário a estas verdades e está longe de Deus.

O joio foi colocado no campo para destruir o trigo:

1.    O trigo possui a essência = o joio possui aparência.
ü  O joio é como aquele que se veste como crente,
ü  Fala como crente,
ü  Ora como crente,
ü  Fala em línguas como os crentes, mas dá mau testemunhos zombando de Deus.
ü  Não respeita e nem dá honra aos seus Lideres (vs 26-29).
2.    O trigo produz muitos frutos e alimenta as pessoas.
ü  Produz frutos de longanimidade,
ü  Benignidade,
ü  Bondade,
ü  Fidelidade,
ü  Amor,
ü  Alegria,
ü  Paz,
ü  Mansidão
ü  e domínio próprio.
3.    O joio não produz nada.
ü  É inútil.
ü  Se ingerido é como veneno, causa danos ao homem, porque não é espiritual.
ü  O joio produz ódio, depressão, perturbação, infidelidade, rixa e desgraça na vida do ser humano.
4.    O trigo é maleável
ü  O trigo se curva com facilidade;
ü  O trigo, quanto mais maduro, é mais fácil de ser colhido;
üO trigo é como aquele servo humilde, sincero, honesto e que verdadeiramente tem compromisso com Deus. 
5.    O joio é muito rígido
ü  O joio não se curva nunca. Não libera perdão e não perdoa ninguém;
ü  O joio fica mais endurecido, mais difícil de ser arrancado;
O joio é como aquele crente soberbo, arrogante, que tudo sabe, se acha melhor que todo mundo na igreja, conhece mais da Bíblia, e, verdadeiramente, não tem compromisso com Deus.

FINALIZANDO:

O TRIGO será recolhido ao celeiro
O JOIO será lançado no fogo

UMA PERGUNTA QUE NÃO DEVE SE CALAR: “Onde será o seu futuro, CELEIRO ou FOGO?”

Faça a escolha agora e viva por essa escolha. Ainda há tempo.
                                    
Felicidades!